Café com: “Estudo do Desenvolvimento do Adulto”

Está na mesa o nosso primeiro Café com a Oficina de 2016. Um ano feliz e produtivo para todos!

12465817_1268070916553218_4857160207007112050_o

O “Estudo do Desenvolvimento do Adulto” realizado por pesquisadores da Universidade de Harvard, o mais extenso do gênero até hoje, acompanhou 724 pessoas durante os últimos 75 anos (isso mesmo, setenta e cinco anos!), desde que eram jovens em 1938 até o final da vida. O estudo se mantém com os 60% que ainda estão vivos (todos por volta de 90 anos) e com 2000 filhos destas pessoas que aceitaram continuar este impressionante acompanhamento. O objetivo deste estudo foi identificar o que é que faz as pessoas serem saudáveis e felizes.

Dois grupos de pessoas foram escolhidos para este estudo. O primeiro foi composto de então calouros da Universidade de Harvard e o segundo de rapazes de bairros pobres de Boston, oriundos de famílias problemáticas e desfavorecidas.

Quando iniciaram os estudos foi feito um questionário individual, exames médicos e entrevistas com os pais. Para continuidade, além de perguntas que são feitas a cada um sobre sua saúde, trabalho, vida doméstica a cada dois anos, são analisados também os seus exames e relatórios médicos e gravam conversas deles com a família sobre suas maiores preocupações.

Segundo o Diretor atual desta pesquisa, Robert Waldinger, as maiores conclusões que chegaram sobre este rico e completo estudo não foram sobre riqueza, fama ou trabalhar cada vez mais, mas sim que as boas relações são o que mantém as pessoas saudáveis e felizes. E sobre relações o estudo, destacou três pontos: 1-Relações sociais são boas para nós e a solidão mata. 2-Não basta o número de amigos que se têm ou o tempo de casamento ou amizade, mas sim a qualidade das relações íntimas. 3-As boas relações, além de protegerem o corpo, protegem o cérebro.

Em contraponto, pesquisaram também pessoas nascidas nos anos 80 e 90 sobre o que eles desejavam para seu futuro e a resposta de 80% deles foi “ficar rico” e de 50% “ficar famoso”.

A grande maioria das pessoas passa extenso tempo dentro de seus ambientes de trabalho. Muitas vezes as relações nestes ambientes são tóxicas, com pessoas competindo desenfreadamente para alcançar sucesso, dinheiro e fama. Infelizmente, o ser humano se acostuma a viver em um ambiente assim, que suga energia vital, saúde e criatividade.

Vale refletir sobre o que cada um anda fazendo para ter melhores relações, seja no trabalho seja na vida pessoal, para preservar a saúde física e mental e viver mais e melhor.

Para saber mais: http://goo.gl/e5omCQ

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s