Polinizando ideias: Uma família viajante e o plástico nosso de cada dia

schurmann

Há mais de 30 anos a família Schurmann, de Santa Catarina, adentrou aos mares e fez deste o seu modo de vida e de trabalho. Neste tempo, venceram desafios no mar e na vida. Formaram seus 3 meninos, adotaram uma menina portadora do vírus HIV e ela com a idade de apenas 5 anos foi companheira dos pais na segunda volta ao mundo que iniciaram em 1997 e terminaram no ano 2000 com a rota de Pedro Álvares Cabral, para marcar os 500 anos da chegada dos portugueses ao Brasil.

Vilfredo e Heloísa, os pais da família, escreveram livros sobre suas aventuras e David Schurmann, dirigiu o documentário “O mundo em duas voltas”, lançado em 2007. David viveu no mar dos 10 aos 15 anos, quando decidiu desembarcar e estudar cinema e televisão na Nova Zelândia. Atualmente eles velejam no veleiro Kat, nomeado em homenagem à pequena Kat, que faleceu aos 13 anos, em decorrência de complicações causadas pelo vírus da aids.

A história deles provoca muitas reflexões por ser tão inusual e também por estarem tão intrinsicamente conectados à natureza. Na viagem em curso, chegaram à West Fayu, uma ilha que não tem nenhum ser humano como residente, mas o relato de Vilfredo mostra a que, de muito longe, o homem consegue provocar desastres, por falta de consciência ambiental:

“Simplesmente não acreditamos na quantidade de plástico que encontramos quando chegamos em West Fayu, uma ilha totalmente deserta das Ilhas Carolinas, na Micronésia. Muitas vezes as pessoas não imaginam ou têm consciência de que um lixo jogado no mar pode viajar milhares e milhares de milhas, colocando em risco a vida marinha e poluindo um local lindo como este. Ficamos tão incomodados que recolhemos todas as garrafas plásticas e levamos ao veleiro Kat para compactar e guardar até chegarmos a um porto com local adequado para reciclagem. É o mínimo que podemos fazer para ajudar a preservar esse paraíso.”

É passada da hora de as pessoas e as empresas agirem com muito mais consciência e ação para que paremos de destruir ambientes, animais e, rapidamente, a nós mesmos.

Veja a ação ambiental nesse vídeo: https://goo.gl/ue7CWf

Foto: Família Schurmann

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s