Café (ou Bier) com a Oficina: (1516-2016) 500 anos de qualidade alemã.

alemanha.jpg

O desejo de toda empresa é que seu produto ou serviço seja provedor de solução e encantamento a uma gama de clientes que permita que ela tenha vida longa e sustentável. Isso depende de algo muito sério: qualidade percebida como tal pelos clientes!

Muitas indústrias ao redor do mundo e também no Brasil somente começaram a pensar em qualidade na década de 1970, com os programas vindos da experiência de sucesso que transformou o Japão rural em uma pujante e invejada economia industrial. Mas hoje queremos falar de um programa de qualidade que completou 500 anos e que atende com louvor ao preceito de encantamento.

Trata-se da lei do malte ou lei de pureza alemã (Reinheitsgebot). Esta lei, promulgada na Alemanha no ano de 1516, obriga desde aqueles idos tempos, que os produtores de cerveja alemães sigam a receita água-lúpulo-malte (e mais tarde leveduras) para que possam ter seu produto considerado puro malte.

O estabelecimento desta lei elevou a qualidade, tornou cativos os consumidores, não impediu a boa concorrência, nem a criatividade ou modernidade nos aspectos produtivos e de gestão e criou um mito positivo em torno da cerveja alemã que a transformou em produto de exportação e atração turística.

Um produto ou serviço com qualidade assegurada é um elo eficaz para qualquer empresa que pretenda ter uma relação de confiança com seus clientes. Que os cinco séculos de qualidade da cerveja alemã sejam inspiradores.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s