Polinizando ideias: Extraordinária cidade. Extraordinária orquestra.

bamberg.jpg
Foto: © Peter Eberts

Uma pequena e antiga cidade, que em 1997 completou 1000 anos, é um dos lugares mais atraentes do mundo por sua beleza medieval quase intacta, com edifícios monumentais que emolduram seu belo rio Regnitz.

Colinas, ilhas fluviais e plantio de hortaliças fazem dela um local único. As muitas casas construídas em estilo enxaimel, com madeiras em treliça e tijolos aparentes, deixam claro que se está na Alemanha, mais especialmente na Bavária.

Porém um aspecto de seu povo que mostra o que é que se valoriza por ali, é a sua orquestra. Dos 70.000 habitantes, 7.000 são assinantes da Orquestra. Só a título de comparação, em 2009 a OSESP-Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, tinha 12.000 assinantes. Se a OSESP tivesse a mesma proporção de assinantes que a Orquestra Sinfônica de Bamberg, precisaria ter um milhão e cem mil assinantes na cidade de São Paulo.

A Orquestra Sinfônica de Bamberg está em atividade desde 1946, tendo sido a primeira orquestra alemã a tocar no exterior depois da segunda guerra, tornando-se uma espécie de embaixadora cultural da reconstrução da imagem da Alemanha. Desde então já visitou 60 países e 500 cidades, realizando 7000 concertos.

Eles desenvolvem novos músicos em uma academia própria. Lá jovens talentos estagiam durante dois anos, podendo vivenciar os bastidores de uma grande orquestra, preparando-se para o mercado.

Seu regente titular desde o ano 2000 até agosto de 2016 é o britânico Jonathan Nott, que será substituído pelo tcheco Jakub Hrůša, o que mostra o quanto os alemães são abertos a valorizar o melhor da arte e não apenas a sua nacionalidade.

Esta ode à diversidade e ao desenvolvimento está também na composição heterogênea dos músicos. O resultado é sinergia, precisão e tal beleza, que leva esta orquestra a símbolo perfeito do trabalho em equipe onde todos são valorizados.

Conheça: www.bamberger-symphoniker.de
Página Facebook: Bamberger Symphoniker – Bayerische Staatsphilharmonie

Escute: “O Aprendiz de Feiticeiro” (L’Apprenti Sorcier) de Paul Dukas, baseada em um conto de Goethe e mundialmente conhecida no filme “Fantasia”, de Walt Disney.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s